NOTÍCIAS E AÇÕES SOCIAIS

Entenda como as telas digitais prejudicam a sua visão

Nossos olhos são estruturas sensíveis do corpo e trabalham para que a nossa visão seja nítida a todo momento. Com a pandemia do novo coronavírus, passamos a utilizar com muito mais frequência dispositivos como computadores, notebooks, tablets celulares, TVs e videogames, com telas próximas ao rosto. Quando nos aproximamos de uma dessas telas, uma estrutura chamada músculo ciliar precisa se contrair para que possamos enxergar corretamente e focar no que é necessário no momento.

O problema está no fato de que essa contração se torna contínua em razão do esforço que esses tipos de displays digitais exigem. Por isso, nossos olhos podem sofrer algumas consequências, como a Astenopia Digital ou Síndrome da Visão do Computador.

Sintomas como fadiga ocular, desconforto, sensação de olhos secos ou mais quentes podem surgir, principalmente nas pessoas que utilizam as telas digitais por muito tempo. Assim, o reflexo do piscar, responsável por lubrificar a córnea e produzir o filme lacrimal, diminui drasticamente. Enquanto normalmente piscamos de 40 a 50 vezes por minuto, na frente de uma tela próxima isso pode chegar a ser reduzido para apenas 10 vezes.

Nosso tempo de tela está aumentando

O “tempo de tela” é o termo usado para se referir ao período em que ficamos em frente a uma tela, como quando assistimos TV, trabalhamos no computador, usamos o smartphone ou jogamos videogames.

As novas pesquisas na área de oftalmologia mostram que o tempo constante de tela está mudando radicalmente nossos olhos, porque passamos mais tempo focando em objetos próximos, como celulares, computadores ou até livros de bolso. Dessa forma, nossos globos oculares se alongam, o que impede que o olho dobre a luz da maneira que deveria. Consequentemente, esse alongamento aumenta a miopia.

Uma pesquisa publicada no The Lancet Digital Health e realizada por pesquisadores e especialistas em saúde ocular de Cingapura, Austrália, China e Reino Unido, revelou uma ligação entre o tempo de tela e maior risco e gravidade da miopia em crianças e jovens adultos entre 3 e 33 anos.

Os autores examinaram mais de 3.000 estudos que investigaram a exposição a dispositivos inteligentes e a miopia, e descobriram que altos níveis de tempo de tela de dispositivos inteligentes, como olhar para um celular, estão associados a um risco cerca de 30% maior de miopia. Somando a isso, quando combinados com o uso excessivo do computador, o risco subiu para cerca de 80%.

Outro problema ligado ao tempo de tela e os nossos olhos é a falsa miopia, uma espécie de acomodação (focagem do olho) que não relaxa facilmente quando se olha para longe. Dessa forma, a visão de longe é reduzida.

Como a luz azul afeta a visão?

As telas digitais emitem raios azuis que têm comprimentos de onda mais curtos e mais energia. Mesmo que a luz emitida por esses aparelhos pareça branca, ela pode ter um grande componente azul. Assim, a luz azul emitida pelas telas pode expor o olho a uma quantidade maior de comprimento de onda da extremidade azul do espectro e causar problemas como:

● Degeneração macular relacionada à idade
● Inflamação da conjuntiva
● Inflamação da córnea
● Catarata

Como se proteger

Se você já faz uso de óculos, é possível proteger seus olhos desses problemas ao usar com as lentes que contam com o filtro de luz azul quando estiver em frente às telas. Se você não precisa utilizar óculos mas sente os efeitos das telas digitais nos olhos, pode adquirir um óculos sem grau, mas com filtro de luz azul. Também é importante fazer intervalos no tempo de exposição às telas, além de ajustar o brilho dos dispositivos para que você não precise forçar a visão.

Conte com o Instituto dos Óculos para oferecer os melhores preços nas marcas consagradas no mercado e faça seu novo óculos com filtro de luz azul com a gente!

 

Categorias

×